Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Asteriscos e Parenteses

Queremos levá-lo a conhecer o Portugal dos pequenos recantos e paisagens esquecidas. Vá sempre em grupos reduzidos e acompanhado por quem conhece o terreno e os seus segredos.

Queremos levá-lo a conhecer o Portugal dos pequenos recantos e paisagens esquecidas. Vá sempre em grupos reduzidos e acompanhado por quem conhece o terreno e os seus segredos.

Guardiões da Serra da Estrela exigem medidas para reduzir resíduos deixados pela Volta

se.jpg

Os Guardiões da Serra da Estrela exigem à organização da Volta a Portugal em Bicicleta que sejam tomadas medidas para solucionar a questão dos resíduos resultantes da passagem da prova naquela área protegida.

"A Associação Guardiões da Serra da Estrela defende e exige que para esta prova, assim como para qualquer outro evento desportivo, ou de outra natureza, com impacto direto no Parque Natural da Serra da Estrela, a questão dos resíduos produzidos pelos organizadores, promotores, parceiros e espetadores seja resolvida de um modo eficiente e imediato, de forma que o impacto destes eventos no ambiente e nas atividades económicas futuras (nomeadamente o turismo) se traduza única e exclusivamente em aspetos positivos para as populações locais", lê-se na carta aberta  divulgada por esta associação que tem sede na Covilhã, distrito de Castelo Branco.

Ressalvando que a bicicleta é um transporte amigo do ambiente e que a prova é recebida com grande satisfação pelas populações locais, os Guardiões da Serra da Estrela também manifestam preocupação pelo lixo e resíduos que ficam no território com a passagem da prova e para os quais é "absolutamente necessário dar um destino conveniente", principalmente quando estão em causa zonas do Parque Natural da Serra da Estrela.

Hostel Criativo abre na aldeia de Sabugueiro, na Serra da Estrela

serra.jpg

 

O antigo edifício do Centro de Dia de Sabugueiro, em Seia, na Serra da Estrela, reabriu as portas como hostel com o objetivo de "reforçar o turismo cultural e promover a economia social", foi hoje anunciado.

O Hostel Criativo "é o mais recente projeto da Associação de Beneficência do Sabugueiro, que resultou do aproveitamento do antigo edifício de Centro de Dia, localizado num lugar privilegiado da aldeia, designada a ‘mais alta de Portugal'", disse à agência Lusa o presidente da direção, Mário Jorge Branquinho.

Segundo o responsável, o Hostel Criativo do Sabugueiro, que foi criado com o apoio do Turismo de Portugal, assume-se como "uma unidade diferenciadora em plena Serra da Estrela".

Mário Jorge Branquinho adiantou tratar-se de "um espaço acolhedor, de conforto e de forte inspiração para ações criativas e de Residências Artísticas, o ano todo, em plena Serra da Estrela".

A unidade hoteleira é também um projeto que surgiu enquadrado "numa estratégia de economia social" daquela instituição de solidariedade social do concelho de Seia "de apoio a camadas mais desfavorecidas da região", disse.

O novo hostel dispõe de camas em quartos com beliches e de camas individuais que acomodam quatro a sete pessoas, e de dois quartos duplos, com uma capacidade total para 33 pessoas.

Também possui uma sala de convívio, "onde se realizam exposições, tertúlias, exibição de filmes e outras atividades criativas, e uma marquise para descanso ou atividades criativas, como sejam pintura, escrita criativa, composição musical ou outras", acrescenta a fonte.

O equipamento está ainda dotado com cozinha, ‘wi-fi' gratuito e aquecimento geral, entre outros suportes de conforto.

"Com este novo projeto, que é diferente de todos os que existem na região, a Associação de Beneficência do Sabugueiro tem como objetivos promover as artes e a cultura, inspiradas nos recursos do território regional, fomentando o intercâmbio entre comunidades de artistas, pensadores e criativos e a comunidade local/regional", segundo o seu presidente.

O projeto visa também "fomentar o conhecimento das potencialidades naturais do território, através da oferta de experiências baseadas no turismo cultural e de natureza".

Fomentar a participação da comunidade local e o intercâmbio com os turistas, combater a sazonalidade do turismo na região de intervenção e contribuir para o aumento da estada média dos turistas, são outros dos propósitos que estiveram na origem da criação do novo equipamento hoteleiro.

Com a obra, a Associação de Beneficência do Sabugueiro "prossegue a sua missão social", uma vez que o hostel "pretende ser uma nova fonte de rendimento para a instituição, enquadrada na chamada ‘economia social'", refere a direção.

"O próprio Governo recomenda às instituições a procura de outras fontes de rendimento, dada as dificuldades cada vez maiores neste setor de atividade", lembra.

Mário Jorge Branquinho assinala ainda que, para além da sua missão social, este novo projeto "tem também associada uma componente cultural relevante, uma vez que se trata de um hostel que irá acolher residências artísticas, atraindo ao Sabugueiro personalidades da área da música, do teatro, do cinema, das artes plásticas e de outras áreas".

Centro de Interpretação da Serra da Estrela promove percurso pela Rota dos Socalcos

c.jpg

 

O Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE), com sede em Seia, no distrito da Guarda, promove na quinta-feira um percurso interpretativo pela Rota dos Socalcos, na envolvente da aldeia de Cabeça, foi  anunciado.

O percurso pedestre, que integra a rede de Caminhos das Aldeias de Montanha, "desenvolve-se na envolvente da pitoresca aldeia de montanha de Cabeça que, por estes dias, se veste de Natal, constituindo uma excelente oportunidade para desfrutar da natureza e das tradições mais típicas desta aldeia serrana", segundo a organização.

O percurso proposto apresenta um grau de dificuldade baixo e inicia-se e termina na povoação de Cabeça, no concelho de Seia, na Serra da Estrela.

"No trajeto de 2.850 metros percorrem-se áreas de socalcos e nas margens da ribeira sobressaem bosquetes de azereiros e azevinhos, testemunhos da vegetação natural do vale em épocas anteriores ao último período glaciário", refere o CISE em comunicado.

A fonte acrescenta que parte da rota se insere na área de estudo do projeto "Preservação das Relíquias da Laurissilva Continental" (LIFE-Relict) que, naquela região, tem como principal objetivo a preservação das comunidades de azereiro existentes.

Na aldeia de Cabeça que acolhe, até ao dia 1 janeiro, a 5.ª edição do evento "Cabeça, Aldeia Natal", destaca-se o casario tradicional, considerado "um dos melhores exemplos de uma povoação de traça típica em xisto, na Serra da Estrela", segundo o CISE.

"A singularidade da aldeia eleva-se em dezembro, altura em que as ruas ganham outra vida e se transformam numa verdadeira ‘Aldeia Natal', ostentando uma decoração ecológica, simples e muito criativa", remata.

A aldeia de Cabeça oferece aos visitantes "uma festa genuína e sustentável, inspirada nos valores e simplicidade do Natal na montanha".

"Neste conceito, onde não há lugar para o Pai Natal, encontramos uma aldeia autêntica em que os habitantes abrem as portas das suas casas, transformando a aldeia e as suas ruas numa verdadeira Aldeia de Natal", de acordo com a Câmara Municipal de Seia.

O projeto "Cabeça, Aldeia Natal" resulta de uma parceria entre o Conselho Diretivo dos Baldios da Cabeça, a Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede das Aldeias de Montanha (ADIRAM) e o município de Seia.

A iniciativa integra o Plano de Animação da EEC PROVERE iNature, cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através do Centro 2020 - Programa Operacional Regional do Centro.



Seia promove passeios pedestres na Serra da Estrela e nas Aldeias de Montanha

Foto serra da estrela.jpe

 



- A Câmara Municipal de Seia anunciou que no mês de agosto vai realizar passeios pedestres com o objetivo de divulgar a riqueza natural e cultural das Aldeias de Montanha e da Serra da Estrela.

Os passeios serão realizados às quartas-feiras pelo Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE), um equipamento municipal que tem sede na cidade de Seia, no distrito da Guarda.

Durante o mês de agosto serão disponibilizados quatro trajetos em áreas do Parque Natural da Serra da Estrela e do território das Aldeias de Montanha.

"Os itinerários propostos são de pequena rota, circulares, todos com um grau de dificuldade algo difícil e de extensão semelhante, entre seis e sete quilómetros", refere o município de Seia em nota hoje enviada à agência Lusa.

A fonte explica que o projeto, dirigido a todos os amantes do pedestrianismo, visa "dar a conhecer a riqueza natural e cultural das Aldeias de Montanha e da Serra da Estrela".

O primeiro percurso, com uma extensão de seis quilómetros, será realizado no dia 03 de agosto, na zona da Torre, no ponto mais alto da Serra da Estrela.

"O itinerário proporciona a visita a diversos locais onde a ação modeladora dos gelos do último período glaciário é notória. Na paisagem dominam afloramentos rochosos, prados e matos de altitude, que suportam um leque de espécies de fauna e flora típicos de zonas montanhosas", é explicado.

Segue-se, no dia 10 de agosto, a Rota das Canadas, em Alvoco da Serra, um percurso com uma extensão de 6.160 metros, que abrange uma paisagem "onde persistem afloramentos graníticos, giestais, urzais e campos agrícolas".

Para 17 de agosto, a sugestão recai sobre o vale da ribeira da Caniça, na localidade de Lapa dos Dinheiros, sendo os interessados convidados a realizar um percurso com cerca de sete quilómetros, que apresenta "uma paisagem montanhosa dominada por soutos, pinhais, lameiros, matos e afloramentos rochosos".

Por fim, no dia 24 de agosto, o CISE realizará a Rota das Minas do Círio, com um percurso ao longo do vale da ribeira de Valezim.

Segundo a organização, o trajeto com 7.100 metros abrange "uma área marcada por contrastes paisagísticos acentuados, onde predominam matas de pinheiros e castanheiros, campos agrícolas em socalcos e habitats ribeirinhos".

"No setor inferior do vale, com acesso por um caminho florestal, situam-se as minas do Círio, um antigo complexo mineiro de estanho e volfrâmio, cuja lavra remonta ao período da Segunda Guerra Mundial", lê-se na nota.

Os interessados em participar nos passeios devem fazer a inscrição junto do CISE.

Cada atividade, realizada com um mínimo de seis pessoas, tem um custo associado de cinco euros.

A rede de percursos pedestres das Aldeias de Montanha do concelho de Seia é constituída por 14 rotas, com cerca de 100 quilómetros.

O projeto abrange as localidades de Alvoco da Serra, Cabeça, Lapa dos Dinheiros, Loriga, Sabugueiro, Sazes da Beira, Teixeira, Valezim e Vide.

 

Festa da Transumância a realizar em Seia

Ovelhas.jpe

 

 

A Festa da Transumância a realizar em Seia, no dia 2 de Julho, pelo quarto ano consecutivo, volta a permitir que o público acompanhe as ovelhas e os pastores na subida à Serra da Estrela.

"A transumância volta a cumprir-se em Seia, com a tradicional subida dos rebanhos e dos pastores à Serra da Estrela em busca de melhores pastos. Esta prática, ainda tão enraizada na comunidade pastoril do concelho, é assinalada pelo quarto ano consecutivo e será uma vez mais aberta à participação do público", anunciou a Câmara Municipal de Seia em comunicado.

A autarquia promove o evento em parceria com a Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede das Aldeias de Montanha (ADIRAM) e em articulação com os pastores locais.

Segundo a fonte, no dia 2 de Julho, um sábado, o público pode acompanhar os pastores "na viagem à serra e descobrir uma das mais simbólicas atividades do pastoreio - a transumância".

"O gado, aproximadamente 800 a 1.000 cabeças, proveniente das terras chãs (Santa Comba, Folgosa, Maceira), concentrar-se-á no largo da câmara, às 07:30, e atravessará a cidade em direção à montanha, prosseguindo a sua viagem pelos seculares caminhos da transumância, em direção àquela que é a aldeia dos pastores - o Sabugueiro", explica a nota.

A organização refere que pelo caminho os participantes terão oportunidade de degustar a típica merenda do "alforge" e um almoço com os pastores envolvidos na iniciativa.

A anteceder a subida à Serra da Estrela, no dia 26 de Junho, um domingo, celebra-se na aldeia de Folgosa da Madalena, também no concelho de Seia, no distrito da Guarda, a Festa dos Pastores, que inclui uma romaria de ovelhas.

Naquele dia, a partir das 18:00, os pastores acompanhados dos rebanhos, provenientes das várias aldeias do concelho, cumprem a tradição, "desfilando, à vez, em volta da capela de São João Batista, pedindo ao padroeiro um bom ano de pasto e proteção para o gado", adianta a autarquia.

As ovelhas ostentam naquele momento "os maiores e melhores chocalhos e são enfeitadas com ‘peras e cabeçadas'", conclui.

Se quiser vir conhecer a zona de Seia e as suas tradições sem se preocupar com a condução, com a marcação dos restaurantes ou do hotel onde ficar pode sempre escrever para o email asteriscoseparenteses@gmail.com ou contactar pelo telefone 919113211.

 

COVILHÃ REQUALIFICA JARDIM DAS ARTES

Foto covilhã.jpe

 

 

A Câmara Municipal da Covilhã anunciou que foi aprovado o financiamento para o projeto de requalificação do espaço público "Jardim das Artes", cujo investimento previsto é de cerca de um milhão de euros.

Segundo nota de imprensa a candidatura foi apresentada pela empresa municipal ICOVI e aprovada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), aguardando-se agora luz verde do Governo para avançar com a obra.

De acordo com o referido pela Câmara, que explica que 60% deste investimento será cofinanciado, está prevista a construção de infraestruturas e de um percurso pedonal de 840 metros envolvido por uma vasta zona verde com um jardim de esculturas".

O projeto, a implantar na zona de expansão da cidade, contempla "a construção do maior parque infantil do concelho, bem como um quiosque com esplanada, centro de atividades físicas para adultos, um ‘skate’ parque, um espelho de água e uma área para atividades culturais, com 400 lugares sentados".

A autarquia explica ainda que o espaço terá "18.000 metros quadrados e que se distribui por três plataformas separadas por taludes, em cotas de cerca de cinco metros de diferença. Três peças de metal em espiral serão usadas para unificar visualmente as três plataformas, formando um único elemento quando observados do ponto de entrada do jardim”.

Citado na nota de imprensa, o presidente da Câmara, Vítor Pereira, lembra que "esta é uma obra há muito ansiada pela cidade", salientando ainda o caráter "lúdico e cultural que o novo espaço vai oferecer".



Se quiser vir conhecer a zona da Serra da Estrela e visita a Covilhã sem ter se preocupar com a condução, com a marcação dos restaurantes ou do hotel onde ficar pode sempre escrever para o email asteriscoseparenteses@gmail.com ou contactar pelo telefone 919113211.

A Asteriscos & Parênteses trata de tudo para que desfrute em pleno a sua visita, na companhia dos seus amigos preparando viagens à medida das necessidades. Apostamos em grupos de 6/7 pessoas que se deslocam em carrinha de nove lugares com motorista e um guia.

Visite-nos no Facebook em http://asteriscoseparenteses.blogs.sapo.pt/

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em destaque no SAPO Blogs
pub